Publicidade
Publicidade
30/08/2014 às 02h45

Beyoncé divulga poema ao posar para o CR Fashion Book; leia o texto traduzido

Cantora é a capa da quinta edição da revista.
Beyoncé foi fotografada por Pierre Debusschere com exclusividade.

Beyoncé foi anunciada como a capa da quinta edição do CR Fashion Book, revista americana especializada em moda. 

Na edição, a cantora foi fotografada por Pierre Debusschere com exclusividade para a CR. O ensaio fotográfico dirigido por Riccardo Tisci foi divulgado na íntegra e os exemplares ainda contam com um poema exclusivo escrito por Beyoncé, ''BEY THE LIGHT'' (''Seja a Luz'', fazendo um trocadilho entre o termo em inglês ''be'' e o apelido da artista), dedicado à sua filha, Blue Ivy. Leia o texto traduzido abaixo.


BEY THE LIGHT
(Baseado em uma entrevista com Beyoncé feita por Christopher Bartley e Dominic Teja Sidhu)

É minha filha, minha maior musa.
Existe alguém, nós todos descobrimos em breve,
mais importante do que a nossa perda.

Sinto uma ligação profunda com jovens crianças-
todas aquelas fotos no meu camarim-
principalmente aquelas que foram feridas,

crianças que conheci ao longo dos anos-
elas me levantam como pedaços da lua,
e me guiam, sussurrando em meu ouvido.

Estou conectada à espíritos, as emoções dos outros.
E eu sinto a presença dela o tempo todo,
mesmo que nunca tenha conhecido a minha avó.

Eu aprendi muito nova,
quando eu preciso de uma força a mais,
a colocar minha personagem, Sasha, no palco.

Ainda que sejamos diferentes como o azul e o vermelho,
eu não tenho medo de aprender com ela
nas performances, falhas, e até mesmo na cama.

Eu vi um pastor na TV quando estava com medo,
aos 4 ou 5 anos, sobre sonhos ruins,
que prometeu que faria uma oração

se eu colocasse minha mão sobre a TV.
Essa foi a primeira vez que lembro orar,
uma corrente elétrica zumbindo por mim.

Você me chama de cantora, mas fui chamada para transformar,
para sugar a dor, ansiedade, e a perda
daqueles que me ouvem através da música.

Sou um abrigo para tudo que não está certo,
para separações e mentiras e ilusões.
Eu canto neste abrigo uma luz curadora.
 

Para fazer pasar a dor que as pessoas não conseguem aguentar.
Não faço isso sozinha, eu peço na luz.
Eu convoco Deus para me levar até lá.

Utopias, elas não me interessam muito.
Sempre confundo as coisas um pouco.
É o caos, em parte, que nos ajuda a enxergar.

Mas para minha filha sonho com o dia
em que ninguém torça para o fracasso dos outros,
onde todos dizemos o que queremos dizer.

Publicidade
Os comentários são de total responsabilidade de seus respectivos autores, o BEYHIVE.com.br não se responsabiliza pelas opiniões de terceiros. Reservamos-nos o direito de moderar os comentários aqui publicados, qualquer conteúdo ofensivo (a uma entidade ou pessoa) ou ilegal será deletado e o autor impedido permanentemente de comentar em todo o site.