Publicidade
Publicidade
19/12/2016 às 09h31

Termo 'Bama' tornou-se global graças à Beyoncé, diz Dicionário Oxford

Termo era usado para denominar negros que migravam do interior.
Para Oxford, o uso da palavra descreve a ancestralidade de Beyoncé.

Beyoncé se apresenta com Coldplay e Bruno Mars no Super Bowl (Foto: Divulgação)

O site do renomado dicionário anglófono Oxford publicou um artigo sobre dois termos que deixaram de ser usados localmente e alcançaram nível global, incluindo a palavra Bama, graças à Beyoncé e sua música "Formation", afirmou o portal.

Desde os anos de 1920, o termo Bama possui dois significados principais: a abreviação do nome do estado Alabama, nos Estados Unidos, e como representação de times esportivos que representam a Universidade de Alabama. Foi a partir dos anos de 1970 que surgiu um novo significado, mas desta vez usado para se referir às pessoas de uma maneira racista e classista.

A palavra era usada para denominar trabalhadores negros que migravam do interior, no sul, para o norte do país, principalmente para a capital Washington D.C., e significava alguém "rústico", que não sabia se comportar de maneira "adequada" aos costumes de pessoas brancas, um caipira.

Mesmo reformulado para ser um insulto, muitos sulistas na época abraçaram o termo com orgulho e alguns continuavam o repudiando. Um entrevistado de um programa de rádio em 1980 chegou a dizer que "essa era a pior coisa da qual você podia chamar um homem negro naquela cidade".

Entre 1980 e 1990, Bama começou a se espalhar, porém limitando-se ao uso por afro-americanos. Foi em 2016 que a palavra ganhou um impulso maior graças à música "Formation", lançada em fevereiro e apresentada no Super Bowl.

"My daddy Alabama, Momma Louisiana / You mix that negro with that Creole make a Texas bama"

Para Oxford, essa linha traça a ancestralidade de Beyoncé e, ao se descrever como uma "Texas bama", ela reivindicou o termo como uma identidade positiva — e o introduziu a uma enorme audiência mundial.

Para o termo "Texas bama", Beyoncé une o nome do estado natal de sua mãe — e seu também —, o Texas, com o estado natal de seu pai, o Alabama.

Publicidade
Os comentários são de total responsabilidade de seus respectivos autores, o BEYHIVE.com.br não se responsabiliza pelas opiniões de terceiros. Reservamos-nos o direito de moderar os comentários aqui publicados, qualquer conteúdo ofensivo (a uma entidade ou pessoa) ou ilegal será deletado e o autor impedido permanentemente de comentar em todo o site.