Publicidade
Publicidade
21/10/2014 às 13h40 21/10/2014 às 15h57

Em palestra, Monica Lewinsky agradece Beyoncé por usar seu nome em 'Partition'

Monica se envolveu em caso amoroso com Bill Clinton nos anos 90.
Em discurso ela lança campanha para lutar contra o cyberbullying.

Beyoncé no clipe de 'Partition' (Foto: Divulgação)

Se você já escutou a canção "Partition", certamente já ouviu o nome Monica Lewinsky.

Esse é o nome da ex-estagiária da Casa Branca que, no final dos anos 90, teve um relacionamento extraconjugal com o então presidente dos Estados Unidos da época, Bill Clinton.

Durante um discurso na cúpula "Under 30", realizada pela revista americana Forbes, ela, agora com 41 anos, lançou uma campanha para lutar contra o cyberbullying.

Em sua apresentação, intitulada "Monica Lewinsky e a Trituradora de Reputação da Internet", ela relembra a dor e a turbulência que sofreu com o escândalo -- considerado um dos primeiros da Internet a ganhar enorme repercussão.

"Há 16 anos, recém formada, uma jovem de 22 anos vai estagiar na Casa Branca e eu me apaixonei pelo meu chefe - um daqueles amores de 22 anos de idade. Mas meu chefe era o presidente dos EUA," ela resume sua história.

"Era uma época pré Google, sem Facebook, Twitter ou Instagram," diz Monica. "Fui a primeira pessoa a ter sua reputação completamente destruída na Internet."

No começo, Lewinsky comenta que a plateia, formada por um público jovem, deveria estar se perguntando quem era ela e por que aparece tanto nas letras de músicas rap. Então, ela agradece a Beyoncé e outros cantores, entre eles Eminem, Nicki Minaj e Kid Cudi, por incluirem seu nome nas canções.

"He popped all my buttons and he ripped my blouse. He Monica Lewinsky'd all on my gown" - na frase, presente em "Partition", Beyoncé dá a entender que seu parceiro ejaculou em seu vestido -- uma referência ao ocorrido, no qual Monica provou seu caso com Bill Clinton ao apresentar um vestido com vestígios de esperma do presidente. Bill Clinton negou ter se envolvido com a moça.

Em maio, Monica, em artigo para a "Vanity Fair", também agradeceu à cantora mas disse: "Se vamos fazer um verbo, acho que você quis dizer 'Bill Cliton'd all on my gown', não 'Monica Lewinsky'd'".

O vídeo na íntegra, em inglês, você confere abaixo.

Publicidade
Os comentários são de total responsabilidade de seus respectivos autores, o BEYHIVE.com.br não se responsabiliza pelas opiniões de terceiros. Reservamos-nos o direito de moderar os comentários aqui publicados, qualquer conteúdo ofensivo (a uma entidade ou pessoa) ou ilegal será deletado e o autor impedido permanentemente de comentar em todo o site.