Publicidade
Publicidade
11/12/2017 às 16h03

Para garantir total sigilo, Beyoncé vira Catherine em documentos de premiação

Beyoncé noSports Illustrated Awards 2017 (Foto: Reprodução/Beyonce.com)

Na terça-feira da semana passada, 5, Beyoncé fez uma aparição surpresa na cerimônia de premiação da revista Sports Illustrated. Mas, para que tudo ocorresse, de fato, como surpresa, os planos de "disfarce" da cantora foram colocados em prática.

Beyoncé entregou o prêmio Muhammad Ali Legacy Award ao jogador de futebol americano Colin Kaepernick, que já havia sido anunciado como o homenageado da noite. Somente a participação da artista era segredo.

Conforme disse o editor da revista, Adam Duerso, através do Twitter, devido a uma cláusula contratual, os organizadores do evento não poderiam sequer mencionar o nome de Beyoncé nos documentos internos da festa.

"Nós mantivemos a participação da Beyoncé em segredo durante a semana toda. Por contrato, não poderíamos mencionar seu nome em nenhum documento. Seu apelido a semana toda foi Catherine Jones", explicou Duerso, apontando esse como um "detalhe legal". 

O comentário de Duerso já foi deletado da rede social.

Adam Duerso fala sobre disfarce de Beyoncé em premiação (Foto: Reprodução)

Durante a entrega do prêmio, Beyoncé falou sobre as atitudes de Karpernick e fez um discurso sobre o racismo no país: "Dizem que o racismo está tão enraizado na cultura americana, que, quando protestamos contra ele, algumas pessoas supõem que estamos protestando contra o país." (Leia o texto completo)

Publicidade
Os comentários são de total responsabilidade de seus respectivos autores, o BEYHIVE.com.br não se responsabiliza pelas opiniões de terceiros. Reservamos-nos o direito de moderar os comentários aqui publicados, qualquer conteúdo ofensivo (a uma entidade ou pessoa) ou ilegal será deletado e o autor impedido permanentemente de comentar em todo o site.